07/01/2012

09/01 A primeira Lua Cheia do ano! Aquela que fala com todos os seres...

                                   
                                     PLENILÚNIO EM CÂNCER SOL EM CAPRICÓRNIO

Essa combinação favorece a busca de novas normas e limites, afastando as velhas influências, dependências e carências emocionais, nutrindo a criança interior e trazendo mais equilíbrio, objetividade e contato com a MÃE TERRA. Esse ritual é perfeito para purificações, harmonizar a vida familiar e conjugal, amor, cura, abundância material e espiritual, segurança e atração de dinheiro.

Câncer é um signo de água, regido pela Lua, e representa a fase em que a natureza gera novas sementes e se reproduz. Tem como algumas de suas características a sensibilidade, a percepção psíquica, o amor á família (principalmente à mãe), a criatividade, a fertilidade, a geração e preservação e a facilidade de criar vínculos afetivos.
Por outro lado, a sensibilidade extrema o faz necessitar de segurança e proteção e torna-o, por vezes, incapaz de se responsabilizar por seus atos, a crescer e se tornar adulto e, na falta da família, a substituí-la por outras parceiras nas quais se sinta acolhido e cuidado.
Câncer é o signo associado à Grande Mãe e a Lua, a própria representação Dela. Nas antigas culturas que já reverenciavam a Deusa Tríplice, a observação dos ciclos lunares foi à primeira forma de entendimento dos múltiplos atributos do Sagrado Feminino. É também a Lua que rege as marés, tanto as psíquicas e emocionais quanto os mares do planeta.
Capricórnio é um signo de terra, regido por Saturno. Tem como algumas de suas características a organização, a praticidade, a responsabilidade e suficiente paciência para esperar pela concretização da estabilidade e segurança que procura.
Por outro lado, a “cabra da montanha” sobe pois almeja sempre o mais alto possível, onde possa colher status e poder e ser reconhecido como alguém que atingiu o sucesso (a forma positiva ou simplesmente egoísta dessa característica vária naturalmente, de pessoa para pessoa).
Saturno é associado à experiência sábia dos idosos. Confere prudência, determinação e sua influência são lentas e pesadas, embora caminhe a passos firmes. Governa a terra, de onde a humanidade tira seu sustento, e a casa que lhe serve de abrigo. Influência o ponderar sobre como sair de nossa rotina, modelando e construindo novas vivências.
A combinação dessas forças opostas, nesse plenilúnio, nos oportuniza estabelecer novos objetivos, diretrizes e limites, afastando o que não no serve mais, como carências e dependências emocionais. Ensina-nos a emancipar a “criança carente” e nutrir a “criança interior” sem que disso resulte endurecimento emocional.
A terra de Capricórnio/Saturno, associada à água de Câncer/Lua nos brinda com a oportunidade de contatarmos intimamente com a Deusa, cujo corpo é a Mãe Terra.

LUA DA BENÇÃO

Embora tenha adotado o termo Lua da Benção, por ser esse um plenilúnio que nos possibilita entrar em contato com o divino - Deusa Lunar e Mãe Terra, a lua cheia de janeiro também é chamada de Lua do Feno, Lua das Plantas, Lua do Gamo, Lua do Trovão e Lua do Sangue (em função da volta dos mosquitos)
No calendário lunar, é tempo de reavaliar conceitos, descartar o que não nos serve mais, harmonizar a vida familiar, purificar emoções e atrair energias positivas (um dos métodos é (*) puxar a energia da lua) para saúde, abundância, amor, equilíbrio e realizações para o ano que entra.
(*) Sob a luz da lua cheia, erga as mãos em direção à lua, formando um triângulo com os polegares e indicadores se tocando. Focalize sua atenção diretamente na lua e puxe a luz prateada para seu corpo pedindo auxilio, orientação e energia para aquilo que deseja.
Quando sentir-se preenchido dessa energia lunar, agradeça a benção recebida e toque a terá com as mãos, para desfazer a conexão.

DUIR

O sétimo signo que compõe o nome do calendário celta, Beth Luis Nion.
A energia desse plenilúnio corresponde ao signo do Carvalho, Duir. O carvalho é a árvore sagrada, da qual os druidas retiravam uma planta mágica, o Gui. Um druida subia na árvore e, de forma ritualística, fazia a colheita do ramo de Gui com uma faca de ouro com um formato de uma pequena foice. Ao pé do carvalho, outros druidas recebiam a planta sagrada e a distribuíam ao povo como símbolo de saúde e felicidade.
A palavra Druida significa "aquele que tem conhecimento do carvalho"

                                         
                                               A MATRIARCA DA PRIMEIRA LUNAÇÃO

"Aquela que Fala com Todos os Seres". É a guardiã do aprendizado da verdade, do tempo e das estações. Ensina-nos sobre nosso parentesco com todos os seres da Criação e a necessidade de honrar a verdade de cada ser, respeitando o direito de todas as formas de vida e abrindo o coração. Sua sabedoria nos sintoniza com os ritmos da vida e nos ensina sobre o uso dos quatro elementos.
Somando as energias desse plenilúnio, nos é possível a conexão plena com o Sagrado Feminino, nos sintonizando e recebendo as energias da lua cheia, num plenilúnio regido pela própria Lua e honrando a Mãe Terra através dos ensinamentos da Matriarca da lunação.

Fonte:
 O Anuário da Grande Mãe - Mirella Faur

Venha para a nossa Celebração de Lua Cheia no Flor de Vênus!

Meditação, magia, conexão, dança e encantamentos...

Data: 09/01 segunda-feira
Horário: 19h30 as 22h
Investimento: 20,00 + suco ou lanchinho para compartilhar
É necessário confirmar sua presença!

Um comentário:

  1. Onde será? Vocês já têm agenda de cursos para 2012?

    ResponderExcluir