12/01/2012

Sexta-feira 13 - janeiro de 2012



Há séculos, alguns dias ou épocas do ano são envoltos em mistérios que, para algumas culturas, significam boa sorte e, para outras, sinônimo de azar.
O encontro do dia 13 com a sexta-feira é repleto de significados originários de fatos históricos e lendas.
 Na mitologia nórdica, a sexta-feira 13 ganhou ares de maldição durante o processo de cristianização dos povos bárbaros que invadiram a Europa no começo do período medieval.
Os povos escandinavos eram politeístas e cultuavam, entre outros Deuses, Frigga, Deusa do amor e da beleza . Seu nome deu origem à palavra friadagr, que significa ‘sexta-feira’.
Quando da conversão ao cristianismo das tribos nórdicas, Frigga passou a ser amaldiçoada e chamada de bruxa (no sentido depreciativo que, infelizmente, ainda povoa o imaginário de algumas culturas).
Como vingança, a Deusa teria passado a se reunir, nas sextas-feiras, com o demônio cristão juntamente com 11 bruxas. Essa reunião teria como objetivo rogar pragas aos humanos.
Ainda na mitologia nórdica, Odin teria oferecido um banquete á 12 importantes Deuses. Ofendido por não ter sido convidado, Loki, o Deus do Fogo e da discórdia teria invadido esse banquete e promovido tamanha discórdia que, durante a briga que se estabeleceu, Balder, o favorito dos Deuses, foi morto.
Dessa lenda surgiram crenças sobre a desgraça de convidar-se 13 pessoas para um jantar.
 Na mitologia cristã, antes de ser crucificado numa sexta-feira, Jesus celebrou a última ceia que contava, ao todo, com 13 participantes: os doze apóstolos e ele próprio. Judas é considerado o 13º. convidado.
Ainda assim, em diversos países cristãos, 13 é considerado um número de sorte, pois a soma dos algarismos (1 + 3 = 4) resulta num número que, simbolicamente, significa prosperidade.
4 é o número da matéria, das estações do ano, das fases da lua, das direções, dos querubins e são 4 as sílabas que compõe o nome secreto da divindade – Yod He Vav He.
 Outra explicação sobre a ‘maldição’ dessa data remonta à consolidação do poder monárquico na França, especificamente quando o rei Felipe IV sentia-se ameaçado pelo poder e influência exercidos pela Igreja dentro de seu país. Para contornar a situação, tentou se filiar à prestigiada ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, que, por sua vez, recusou a entrada do monarca na corporação. Enfurecido, segundo relatos, teria ordenado a perseguição dos templários na sexta-feira, 13 de outubro de 1307.
 No Tarot, 13 é o número do arcano da Morte e, de tão temido (e mal compreendido), em muitos baralhos antigos o arcano é numerado mas não nomeado. Os próprios romanos associavam o número 13 à morte.
Alguns fatos relacionados à sexta-feira e o número 13:
1. Foi em uma sexta-feira, 13 de dezembro de 1968, que o governo militar decretou o AI-5.
2. A Apollo 13 foi lançada às 13h 13 min, numa data cuja soma é 13 (11/04/70) e o acidente ocorreu em 13 de abril. Porém, a tripulação voltou viva para o planeta Terra.
3. Sorte para alguns, azar para outros, Fidel Castro nasceu numa sexta-feira 13, em agosto de 1926.
4. O famoso bandido Butch Cassidy nasceu em 13 de abril de 1866 e virou filme.
5. Nos Estados Unidos muitos hospitais e hotéis não possuem o 13º andar e algumas companhias aéreas não têm a 13ª fileira.
6. Na França, quando existem 13 pessoas numa mesa, alguns grupos supersticiosos contratam um 14ª “convidado profissional".
7. Segundo matéria da revista National Geographic de 2004, nos Estados Unidos cerca de 900 milhões de dólares são perdidos nas sextas-feiras 13, justamente devido às pessoas que se recusam a fazer qualquer tipo de negócio nesta data. (azar deles, não?)
 E, se você teme a sexta-feira 13, más notícias: nos próximos 13 anos, teremos 31 (13 invertido?) sextas-feiras 13.
 Apesar dos infortúnios atribuídos à sexta-feira 13 em alguns fatos históricos, mitos e culturas, são muitos aqueles para os quais os significados são absolutamente opostos.
 Na Índia, o 13 é um número ligado ao mundo espiritual. Os pagodes hindus apresentam normalmente 13 estátuas de Budha.
Na China, os místicos dos templos são encabeçados pelo número 13.
Os povos primitivos do México consideravam o número 13 santo; adoravam, por exemplo, 13 cabras sagradas.
Nos Estados Unidos, a importância do 13 está associada aos 13 Estados que constituíram, inicialmente, a federação-norte-americana. No lema latino da federação constam 13 letras ("e pluribus unum", cujo significado é “de muitos de faz um só”).
A águia norte-americana é revestida de 13 penas em cada asa.

Sexta-feira 13, Poder e Magia
 O número ideal de integrantes de um Coven é 13 (embora possa ser formado a partir de 3 pessoas).
13 é o número dos Clãs Matrifocais e, a cada plenilúnio, honramos a uma Matriarca. Seus mais importantes legados são a Casa da Tartaruga (como o casco do animal, é formada de 13 partes) e as 13 famosas e mágicas caveiras de cristal.
A 13ª. lua do ano é chamada de Lua Azul. Acontece quando, num mesmo mês, somos brindados por dois plenilúnios. Tal fenômeno ocorre, em média, a cada dois anos e sete meses.
A Lua Azul nos proporciona a oportunidade de tocar o divino, aumentando nossa capacidade de intercâmbio com outros planos. É a lua da abundância e poder espiritual.
Para nós, 13 de agosto é dia de Hécate, Guardiã das Encruzilhadas, Senhora dos Mortos e Rainha da Noite. Hécate era e é ainda homenageada em seu dia com oferendas, as “ceias de Hécate”.
Mas é essa a Deusa Escura – a Deusa das Bruxas, que detém o poder de afastar espíritos maléficos, encaminhar as almas e nos emprestar sua magia de regeneração.

E então? A que egrégora você vai unir sua energia na sexta-feira, 13 de janeiro de 2012?
Vamos honrar o poder e magia desse dia?
Blessed and Be.

Um comentário:

  1. Sexta feira 13 sagrada, cheia de magia. Vou preparar algo.

    ResponderExcluir